sa-ico-1.gif - 683 BytesHome sa-ico-1.gif - 683 BytesGrêmio Sumaúma

  Bem Viver

Manaus, quarta-feira, 2 de abril de 2003      

LITERATURA

Evento terá palestra sobre o haicai

Já sedimentada como um tradicional reduto de encontro dos que apreciam e gostam de aprender e discutir literatura em Manaus, a “Quarta literária” faz hoje sua estréia de 2003, com a palestra “Haicai —a poesia do efêmero” apresentada pelos poetas Zemaria Pinto e Rosa Clement*, às 18h30, no Espaço Cultural Valer (rua Ramos Ferreira, 1.195, Centro).
   O haicai, herança japonesa, muito praticada pelos monges zen-budistas, trouxe para o Ocidente muito da filosofia Zen. Esta pequena estância nipônica tem leis próprias. Formalmente, o haicai consta de três versos, de 17 sílabas poéticas, distribuídas em 5-7-5 sílabas. E a poesia da observação; busca registrar um momento do poeta (“haijin”, a pessoa que escreve haicai ou “haiku”).
   Geralmente, o poema registra sensações momentâneas (calor, frio, chuva, etc.). O efêmero revela-se exatamente na observação do momento, aliado à sensação causada no poeta e (re)transmitida ao leitor, mas sem os efeitos poéticos comuns, como a metáfora, a metonímia e outras figuras. A poesia do efêmero registra instantes naturais, sendo o haijin o registrador passivo, jamais o agente mesmo da ação observada.
   A produção poética e teatral de Zemaria Pinto, um dós palestrantes da noite, é marcada, entre outros pontos, por intensa carga lírico-existencial contemporânea. É professor universitário com especialização em Literatura Brasileira e Teoria Literária. “Corpoenigma” foi seu livro de estréia, em 1994. Escreveu ainda “Fragmentos de silêncio”,

“Música para surdos” (poesia), “Análise literária das obras do vestibular da Ufam 2001/2002” (ensaios em co-autoria com o professor Marcos Frederico Krüger), “Papai cumpriu sua missão” (teatro) e “Nós, Medéia” (teatro, a sair). A arte literária de Rosa Clement está entre a vertente também lírica mas comrosa-texto.jpg - 13417 Bytespreocupações ecológicas infantis, gastronômicas regionais,tanto que faz parte de várias antologias poéticas nacionais e internacionais, co-autora dos livros “O sabor do Amazonas”, “Cozinhando com a pupunha”, e autora de “Terra de cunhantã e curumim é assim” (poesia infantil).
   Ambos fazem parte do Grêmio Samaúma de Haicais, encontro poético que acontece todos os primeiros sábados de cada mês, no Espaço Cultural Valer, com entrada franca.
   Ainda na programação haverá “Atomos” vernissage do artista plástico Anísio Mello, com abstrações e espatulados, obras de tendência contemporânea e a exposição “Front Zine”, promovido pelo Clube dos Quadrinheiros de Manaus e lançamento do fanzine “Franca Zona” nº 17, também do Clube. Logo após, haverá o tradicional chá poético. A “Quarta literária” é referência cultural há quatro anos na cidade de Manaus.

* Por motivos particulares Rosa Clement não compareceu à palestra. Ficou acertado de comum acordo que Zemaria Pinto faria a palestra.