sa-ico-1.gif - 683 BytesHomesa-ico-1.gif - 683 BytesO Haicai e Suas Teorias



O Haicai e Suas Teorias

Introdução
__________________

Sempre quis escrever tudo o que sei sobre haicai para deixar registrado o que aprendi. Assim é que desenvolvi os tópicos seguintes com base na literatura que tenho disponível, sempre que possível aplicando as idéias ao haicai brasileiro. Não é minha intenção competir com ninguém ou dizer que sei tudo sobre esta forma. Escrevo simplesmente por uma questão de afinidade. Não me julgo mestra ou grande estudiosa, mas simplesmente uma pessoa comum que aprecia um bom haicai. Gosto de observar o que acontece ao meu redor e encaixar o fato nessa forma tão pequena de poesia. Como os demais escritores, sinto que encontrar o esperado momento em um haicai e compartilhá-lo com o leitor, não é assim tão fácil.

Há treze anos pratico o haicai e devo confessar que quanto mais aprendo sobre a forma mais fico exigente comigo mesma. Ao longo desse tempo, tenho lido muitos textos sobre haicais, muitas traduções do japonês para o inglês e do japonês para o português, muitas regras, muitos pode e não pode. Tudo isso resultou em uma variedade de informações, as vezes consistentes, às vezes contraditórias, que me levaram a escolher por intuição um caminho para seguir. Por essa razão, adoto o estilo de escrever haicai com letras minúsculas, com um mínimo de pontuação, sem me preocupar com o número de sílabas, exceto que tento manter as sílabas dentro das 17 já consagradas e ainda mostrar um momento de reflexão. Considero a prática do haicai uma forma de terapia e a indico para todos.