sa-ico-1.gifHomesa-ico-1.gifO Haicai e Suas Teorias

O Haicai e Suas Teorias

Renga: Algumas Regras Básicas
__________________

Como tenho mencionado, os ensinamentos de Jane Reichhold têm servido como uma sólida base para meu aprendizado. A seguir, uma tradução adaptada de um conjunto de regras sobre renga que reuni, de seu livro "Writing and Enjoying Haiku", que eu gostaria de compartilhar com os rengueiros. Segundo a autora, a lista de regras sobre o que é ou não permitido em uma renga parece interminável e algumas parecem extremamente arbitrárias. No entanto, um estudante de renga precisa conhecê-las.

As Regras

1.Em uma renga, a terceira linha de um link, quando lido com as duas linhas do link seguinte, deveria lembrar de um haicai. É este tipo de aproximação que evita que a renga desande e é sempre indicado verificar esse detalhe tanto quando se termina um link como quando se termina uma renga.

2. Primeiro e mais importante, sempre se refira ao link imediatamente anterior e não aos demais. Uma vez que um assunto tem sido usado, mude para outra coisa ou explore um outro aspecto desse assunto.

3. O primeiro link ou hokku deve ser escrito no tempo presente, incluir uma indicação da estação. O hokku tem de ser muito especial e cumprir suas obrigações neste lugar de honra, tanto pelo motivo de iniciar a renga como por homenagear os demais parceiros de forma polida e gentil. Nenhum haicai de sua coleção será bom o bastante, não importa o quanto você o considere.

4. Se a renga possui uma série de links com associações muito próximas ou muito distantes, mude a sequência adicionando um link com idéias opostas.

5. Não repita os mesmos substantivos ou verbos em uma mesma página (a cada seis links). Procure por eles e substitua-os por sinônimos.

6. Não use muitas referências ao mesmo tipo de coisa. Você se surpreenderia ao ver quantas pessoas se utilizam de um só tema, mencionando, água, por exemplo, seguidamente, desde rios, lagos, correntes, poças, orvalho e até saliva. Outras pessoas não conseguem sair do tema planta e usam muitas árvores, gramas e flores.

7. Não use muitos links sobre natureza em uma sequência. Misture-os com links sobre pessoas; pontos de pensamento intelectual ou filosofia usada judicialmente podem ser interessantes.

8. Salve seu verso da flor (#17, #35) e da lua (#5, #14, #29 ) para os links onde eles pertencem. Se você deseja trazer a lua antes, faça com que seja lua crescente ou lua nova. Se você for um mestre, uma falha ocasional pode até ser considerado uma diversidade, mas se você for um iniciante, pode ser considerado uma falta.

9. Todos os versos sobre a lua são considerados de outono. Se você deseja ter sua lua em uma outra estação você deve especificar "lua de inverno", "lua de primavera". A menção da lua assume que se trata da lua cheia, porque esse é o estado em que ela se apresenta mais pitoresca.

10. Não se limite a apenas um tempo verbal. Você sabe que haicai deve ser escrito no tempo presente, mas tanka e renga permitem explorar tanto o passado como o presente. Procure por isso na renga. Se vários versos são escritos no tempo presente, faça a mudança com seu link.

11. Não fique sempre dentro da mesma voz. Ocasionalmente, fale diretamente usando a forma de tratamento "você". Você pode usar também citações de outros para mudar do modo de simples observação típico do haicai. Até mesmo as mensagens de placas de rua ou fontes literárias são bem-vindas como variações.

12. Se você não está usando a folha com a fórmula recomendada, com a estação e os outros assuntos indicados, lembre que links de primavera e outono deveriam vir numa sequência de três a cinco links, e inverno e verão deveriam vir numa sequência de dois a três links.

13. Algumas regras japonesas típicas estabelecem que insetos deveriam ser mencionados apenas uma vez em 100 links, sonhos apenas uma vez e "mulher" nunca.